Sexagem de Calopsitas



É baseada na amplificação de segmentos específicos de DNA dos cromossomos sexuais de cada ave.

Machos e fêmeas possuem pares de cromossomos sexuais diferentes, e sua diferenciação é a chave para a determinação sexual do animal.

Nas aves, os dois cromossomos que constituem o par sexual são denominados de cromossomos Z e W, ocorrendo ZZ em machos e ZW em fêmeas.

No exame para Sexagem de aves é feita uma pesquisa buscando um gene que está localizado nestes cromossomos sexuais. Este gene apresenta-se com tamanhos diferentes nos cromossomos Z e W.

Durante a multiplicação desses genes na técnica do PCR (do inglês, Polymerase Chain Reaction) teremos então cópias iguais desse gene nos machos (porque são ZZ) e cópias de dois genes diferentes nas fêmeas (uma de Z e outra de W).

No momento da visualização do resultado, em machos as cópias do gene de cada cromossomo Z aparecem juntas, formando uma única banda, e nas fêmeas observamos duas bandas: uma contendo as cópias do gene em Z, e outra com as cópias do gene em W, tornando assim possível a diferenciação sexual.

O exame é realizado com penas extraídas ou com uma gota de sangue (que pode ser colhida através de um corte da unha do animal, por exemplo).

Ambos os materiais provêem o mesmo nível de precisão no exame, podendo efetivamente distinguir os machos das fêmeas com confiabilidade superior a 99%

Nos preferimos utilizar as penas para a sexagem pois, não gostamos de ver nossos
“filinhos” sangrando, mesmo que seja apenas uma gota...